ENG21_Logo_Colors.png

Os Aliens

Os Aliens

Annie Baker

Direction

Filipe Abreu e Miguel Maia

Translation

Interpretation

Mariana Maurício

José Redondo
Gonçalo Carvalho
José Matos de Oliveira
Filipe Abreu

Texto de 2010, nomeado para os Susan Smith Blackburn Prize e vencedor do Obie Award for Best New American Play, Os Aliens apresenta o encontro de Evan, um rapaz de 17 anos que arranjou um emprego num café e dois jovens adultos (KJ e Jasper) que ocupam as traseiras daquele estabelecimento. Jasper, KJ e Evan conversam sobre a vida, os sonhos perdidos, as namoradas abandonadas, os planos futuros ou as drogas que tomam. Nos silêncios das conversas entrevê-se a realidade depressiva dos mais velhos - vidas difíceis e obcecadas com o enorme falhanço e solidão em que vivem. Jasper e KJ estão desfasados do mundo e sobrevivem graças à companhia um do outro e uma centelha de esperança na sua própria genialidade. Evan parece ser infantil demais para a sua idade: o adolescente num “constante estado de humilhação”, encontra nestes estranhos jovens adultos uma companhia onde não se sente julgado e onde a sua autoconfiança emerge. Os Aliens é, acima de tudo, um grito adolescente à procura da força necessária para não parar de respirar.

21 mai. 2021 - 20h30 - Centro Cultural Malaposta - c/ interp. LGP

22 mai. 2021 - 17h00 - Ler Devagar

23 mai. 2021 - 16h00 - IFICT

Duration

1h40m

Classification

M/16

À leitura do dia 23 de maio seguir-se-á um espaço de conversa aberta ao público que contará com a presença de Pedro Carraca (que já encenou este texto com os Artistas Unidos) e Mariana Maurício (tradutora da obra).

* The dates and times of the live presentations are subject to change according to the evolution of the pandemic situation and the guidelines issued by the DGS and the Government of Portugal.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Youtube Icon