CT_React_Banner-FB_Módulo-de-Corpo_1800x685_web.jpg
separador.jpg

RE-ACT  // SPECIALIZED TRAINING FOR INTERPRETERS

Like any other activity, artistic creation evolves, reflecting its time and the political-social context.
Theater and performance, as artistic forms of total exposure and delivery, demand from their professionals constant attention to their surroundings, to what other creators do and to how their main instrument, the body, can be used.
Interpreters are in constant need of training and seeking knowledge of what is done, how it is done and why. Since theater is a space for reflection through action, it is essential that the performer is like a gymnast: available, flexible, knowledgeable and courageous.
Specialized training therefore has a fundamental role in the creative process, by providing a revisit to essential methods and tools, which provide the interpreter with the skills and confidence necessary to participate in the creative processes.

DESCRIPTION //

This specialized training is aimed at professional interpreters, in four aspects: voice , body , interpretation and performance .

It will be carried out in partnership with the Institute for Training, Research and Theater Creation (IFICT), founded by Adolfo Gutkin.

Focused on time, it takes on the character of an intensive three-week workshop.

All the trainers are recognized professionals in the area: Adolfo Gutkin and Paula Freitas (Interpretation); Catarina Câmara (Body); Luís Moreira (Voice) and Mariana Tengner Barros (Performance).

DETAILS // BODY MODULE

Time

07 to 14 May 2022 |

10:00 am - 1:00 pm and 2:30 pm - 5:30 pm

 

Place

IFICT - Institute for Training, Research and Theater Creation 

Rua da Bica do Sapato 48A B, 1100-094 Lisbon

Price  75 euros

Subscriptions |  producao@cepatorta.org  

Registration until 30th of April | limited spots

 

Information |  producao@cepatorta.org   

​MODULES //

CORPO

Dançarinos Modernos

07 a 14 de Maio 2022

Pretende-se criar um espaço de partilha e experimentação a partir do trabalho de corpo e metodologias de improvisação da Companhia Olga Roriz.

“O que me faz mover?” é a questão que prefigura o território da dança-teatro e que valoriza o re-conhecimento do mapa sensório e afetivo do corpo do intérprete com vista à construção de um discurso autêntico e singular. Recorreremos a jogos de anamnese, invocando reminiscências pessoais, lembranças incompletas, recuperando e re-inventando o espaço branco da memória na busca de um imaginário singular e colectivo, intransmissível e partilhado.

“Como me movo?” privilegia o enfoque fenomenológico através da observação em movimento e descrição ativa da experiência: percepção e estados de presença, reconhecimento de impulsos, limites e fantasias, escuta e articulação do ritmo, intensidade e forma.

Facilitaremos a incubação e manifestação de estados físicos e emocionais, transição entre caos e ordem, convocando corpos funcionais e corpos disruptivos.

“Para que me movo?” promove a contextualização e intencionalidade da improvisação, clarificando e desafiando os processo de comunicação entre artista e espetador. Aqui iremos mover o sentir e sentido do movimento: processos de re-significação do gesto natural e quotidiano, a ressonância do simbólico e o valor do absurdo no discurso do corpo.

Captura de ecrã 2021-09-13, às 17.35.16.png

VOZ

Orador motivacional

Datas a anunciar

A voz é um dos principais veículos de comunicação - a voz obedece à mesma lógica que qualquer outro músculo do nosso corpo e é passível de ser trabalhado e melhorado. Da mesma forma que trabalhamos outros instrumentos de comunicação, devemos ter em conta a comunicação verbal como um veículo fundamental de apresentação. Pretende-se o aperfeiçoamento da comunicação verbal, base das necessidades de um ator profissional e a melhoria dos mecanismos de comunicação de um ator profissional - respiração, colocação, projeção e dicção.

Captura de ecrã 2021-09-13, às 17.30.03.png

INTERPRETAÇÃO

Grupo de teatro

Datas a anunciar

Trabalhar a interpretação do ator através de vetores inter-relacionados: imaginação, atenção e memória; ações físicas e relação com o pensamento; objetivo e expressividade; impulso e comunicação; os espaços corporais, a palavra, o texto e a personagem.

No que concerne à ação em palco serão revisitadas questões essenciais: treino corporal e mental; concentração corporal; respiração e relaxamento; presença viva e mortal; espiritualidade e transcendência; a unidade expressiva.

Captura de ecrã 2021-09-13, às 17.36.58.png

PERFORMANCE

aula de dança

Realizado Outubro 2021

Iremos criar um laboratório de experimentação criativa, que indaga as possibilidades da dança, do movimento e da performance como prática política de ativação do corpo. Serão investigados modos de atenção e estados de consciência que permitam a reconfiguração dos filtros que usamos para entender a “realidade”. Através da pesquisa de movimento com base na perceção e sensação, conexão corpo-mente e expansão dos sentidos, preparar-se-á outro corpo, articulado, que exprime a linguagem não linear e complexa oriunda da tópica emocional, sensorial e imaginativa, permitindo que a forma apareça através da sensação e da atenção. A prática de liberdade, sem as diversas “programações” a que estamos sujeitos enquanto seres humanos, ao desconstruir e reconstruir as múltiplas imagens que temos de nós próprios, e do mundo, enquanto dançamos. A noção de dança será constantemente posta em causa através da reconfiguração dos padrões de comportamento e identidade. Abarcar-se-á o jogo, o jogar a sério, que é brincar, porque brincar é essencial para a perceção lúcida da realidade, desligada da auto-censura e em sintonia com a curiosidade.

mari-pb.jpg

TEAM //

Curatorship - Companhia Cepa Torta 

Production Director - Miguel Maia 

Production Assistance - Paula Fernandes  

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Youtube Icon